73. 3214-9100 atendimento@scmi.org.br
Aids

Terapia genética torna célula capaz de combater o vírus HIV

De: Jornal O Globo

por Sérgio Matsuura

/ Atualizado

RIO- Uma nova abordagem para o tratamento da AIDS aposta na terapia genética para alterar a resposta imunológica do organismo, fazendo com que pacientes possam combater a infecção sem o uso de outros medicamentos. Em laboratório, cientistas modificaram o DNA de células-tronco hematopoiéticas — responsáveis pela formação dos componentes do sangue — e as injetaram em primatas. Dois anos após o experimento os animais continuavam produzindo linfócitos T capazes de combater o vírus HIV, causador da AIDS.

Os linfócitos T são componentes essenciais na resposta imunológica do organismo, mas em infecções por HIV eles não conseguem cumprir essa função naturalmente. Então, o que tentamos fazer foi modificar a resposta imunológica especificamente para o HIV. E estamos fazendo isso, basicamente, com uma molécula sintética que altera os genes de células que irão produzir linfócitos T capazes de combater o HIV — explicou Scott Kitchen, professor da Universidade da Califórnia em Los Angeles e coautor do estudo que será publicado na revista “PLOS Pathogens”. — O que nós mostramos é que, em grandes animais, essa técnica funciona de forma segura no longo prazo, sem efeitos indesejados.